terça-feira, 25 de outubro de 2011

Reforma Ortográfica.

  Entrou em vigor em 2009, a reforma ortográfica pretende fazer com que pouco mais de 210 milhões de pessoas em oito países que falam o português tenham a escrita unificada, conservando as variadas pronúncias. A proposta foi apresentada em 1990, mas era necessário que pelo três países ratificassem os termos da proposta, o que ocorreu somente em 2006. O Congresso brasileiro aprovou as mudanças em 1995. Entenda a história da reforma.


Fim do trema

O acento é totalmente eliminado. Assim, a palavra freqüente passa a ser escrita frequente.


Inclusão de letras

As letras antes suprimidas do alfabeto português (k, y e w) voltam, mas só valem para manter as grafias de palavras estrangeiras.

Por que é preciso padronizar o português?
O português, segundo estudos, é a quinta língua mais falada no mundo – cerca de 210 milhões de pessoas – e tem duas grafias oficiais, o que dificulta o estabelecimento da língua como um dos idiomas oficiais da Organização das Nações Unidas (ONU) . A ortografia-padrão facilitará o intercâmbio cultural entre os países que falam português. Livros, inclusive os científicos, e materiais didáticos poderão circular livremente entre os países, sem necessidade de revisão, como já acontece em países que falam espanhol. Além disso, haverá padronização do ensino de português ao redor do mundo.



Neste site ( http://www.ortografa.com.br/ ) você pode escrever uma palavra em que você tenha dúvida e ele corrige de acordo com a nova ortografia !

Um comentário:

  1. Blog chique!Seguindo,segue de volta:

    music-musicaedemais.blogspot.com

    ResponderExcluir